bv1
 

 















..Exú Mulher Maria Mulambo, você que me acompanha , me ajudando nos momentos mais difíceis e aparentemente sem solução, aceite esta pequena homenagem que fiz com muito amor. Podem dizer que você é farrapo, gosta do lixo e tudo o mais,  
                             tacas_girando

          COMO MULAMBO É ...

D. Maria Mulambo mostra-se quase sempre bonita, feminina, amável, elegante, sedutora.Ela gosta das bebidas suaves como vinhos doces, licores, cidra, champanhe, anis, etc. E gosta dos cigarros e cigarrilhas de boa qualidade, assim como também lhe atrai o luxo, o brilho e o destaque. Usa sempre muitos colares, anéis, brincos, pulseiras, etc.
Exus e pombagiras dessa linha (estrada) são os mais Brincalões. Suas consultas são sempre recheadas de boas gargalhadas, porém é bom lembrar que como em qualquer consulta com um guia incorporado, o respeito deve ser mantido e sendo assim estas brincadeiras devem partir SEMPRE do guia e nunca do consulente. São os guias que mais dão consultas em uma gira de Exu, se movimentam muito e também falam bastante, alguns chegam a dar consulta a várias pessoas ao mesmo tempo. Nesta linha trabalham vários espíritos, desde os Exus da estrada propriamente dita, como também os Cíganos e a malandragem. Também se encaixam nesta linha alguns espíritos, que apesar de já terem atingido um certo grau de evolução, optaram por continuar sua jornada espiritual trabalhando como Exus . 
                              
                                                             
 mulheres-sexy_(28)              
    Sua lenda diz que Maria Mulambo nasceu em berço de ouro, cercada de luxo. Seus pais não eram reis, mas faziam parte da corte no pequeno reinado. 
   Maria cresceu sempre bonita e delicada. Com seus trejeitos, sempre foi chamada de princesinha, mas não o era.  Aos 15 anos, foi pedida em casamento pelo rei, para casar-se com seu filho de 40 anos. 
   Foi um casamento sem amor, apenas para que as famílias se unissem e a fortuna aumentasse. Os anos se passavam e Maria não engravidava. O reino precisava de um outro sucessor ao trono.  Maria amargava a dor de, além de manter um casamento sem amor, ser chamada de árvore que não dá frutos; e nesta época, toda mulher que não tinha filhos era tida como amaldiçoada. 
   Paralelamente a isso tudo, a nossa Maria era uma mulher que praticava a caridade, indo ela mesma aos povoados pobres do reino, ajudar aos doentes e necessitados. 
   Nessas suas idas aos locais mais pobres, conheceu um jovem, apenas dois anos mais velho que ela, que havia ficado viúvo e tinha três filhos pequenos, dos quais cuidava como todo amor.  Foi amor à  primeira vista, de ambas as partes, só que nenhum dos dois tinha coragem de aceitar esse amor.          O rei morreu, o príncipe foi coroado  e  Maria declarada rainha daquele pequeno país.  O povo adorava Maria, mas alguns a viam com olhar de inveja e criticavam Maria por não poder engravidar.
          No dia da coroação os pobres súditos não tinham o que oferecer a Maria, que era tão bondosa com eles. Então fizeram um tapete de flores para que Maria passasse por cima.  A nossa Maria se emocionou; seu marido, o rei, morreu de inveja e ao chegar ao castelo trancou Maria no quarto e deu-lhe a primeira das inúmeras surras que ele lhe aplicaria. Bastava ele beber um pouquinho e Maria sofria com suas agressões verbais, tapas, socos e pontapés.
          Mesmo machucada, nossa Maria não parou de ir aos povoados pobres praticar a caridade. Num destes dias, o amado de Maria, ao vê-la com tantas marcas, resolveu declarar seu amor e propôs que fugissem, para viverem realmente seu grande amor. 
  Combinaram tudo. Os pais do rapaz tomariam conta de seus filhos até que a situação se acalmasse e ele pudesse reconstruir a família. 
   Maria fugiu com seu amor apenas com a roupa do corpo, deixando ouro e jóias para trás. O rei no princípio mandou procurá-la, mas, como não a encontrou, desistiu. 
   Maria agora não se vestia com luxo e riquezas, agora vestia roupas humildes que, de tão surradas, pareciam mulambos; só que ela era feliz.  E engravidou.
          A notícia correu todo o país e chegou aos ouvidos do rei. O rei se desesperou em saber que ele é que era uma árvore que não dá frutos. A loucura tomou conta dele ao saber que era estéril e, como rei, ele achava que isso não podia acontecer. Ele tinha que limpar seu nome e sua honra. 
    Mandou seus guardas prenderem Maria, que de rainha passou a ser chamada de Maria Mulambo, não como deboche mas, sim, pelo fato de ela agora pertencer ao povo. Ordenou aos guardas que amarrassem duas pedras aos pés de Maria e que a jogassem na parte mais funda do rio.
          O povo não soube, somente os guardas; só que 7 dias após esse crime, às margens do rio, no local onde Maria foi morta, começaram a nascer flores que nunca ali haviam nascido. os peixes do rio somente eram pescados naquele local, onde só faltavam pular fora d'água. 
        Seu amado desconfiou e mergulhou no rio, procurando o corpo de Maria; e o encontrou. Mesmo depois de estar tantos dias mergulhado na água, o corpo estava intacto; parecia que ia voltar à vida. os mulambos com que Maria foi jogada ao rio sumiram. Sua roupa era de rainha. Jóias cobriam seu corpo.
          Velaram seu corpo inerte e, como era de costume, fizeram uma cerimônia digna de uma rainha e cremaram seu corpo. 
O rei enlouqueceu. 
         Seu amado nunca mais se casou-se.





    


gifs-para-orkut-setas-08

                                  

                             

Pontos Cantados de Pomba gira.


Pontos cantados de pomba-giras.
                                                 
Ponto de Maria Padilha
Uma rosa cor de sangue senti-la em suas mãos
Um sorriso que nas sombras não diz nem sim, nem não
Poe na boca a cigarrilha no mais inocente olhar de quem quiser amar.
De vermelho e negro vestido na noite um mistério traz,
De colar de perolas brincos dourados a promessa faz,
Se é preciso ir você pode ir, peça o que quiser,
Mas cuidado amigo ela é bonita, ela é mulher.
E no canto da rua oi zombando,oi zombando, oi zombando está. 2x
Ela moça bonita girando oi girando lá oiê, oi girando lá oiê . 2x

                             
Maria Padilha é Pomba-Gira de grande poder, capaz de auxiliar aos que creêm
em sua força, quando a ela pedem auxílio para resolver problemas de amor, de
saúde ou para afastar pessoas indesejadas de seu convívio.
Todas as pomba giras que atuam na falange de dona maria padilha mostram-se extremamente poderosas e carismáticas.
Possuem uma legião de fiéis seguidores.
Milhares de entidades pertencem ao comando "padilha", atuando em praticamente todos os setores da vida humana, claro que dividem-se por especialidade e afinidades.
A falange de maria padilha possuí forte atuação em diversos seguimentos e linhas.

Saravá à todas as marias...
Da falange de padilha.
                                                       
gira girê pomba-giras

............................

SANTO ANTONIO DE BATALHA

FAZ DE MIM BATALHADOR

CORRE GIRA POMBAGIRA

TRANCA RUAS E MARABÔ
..........................

GANHEI UMA BARRACA VELHA

FOI A CIGANA QUEM ME DEU

O QUE É MEU É DA CIGANA

O QUE É DELA NÃO É MEU

CIGANINHA DO POERÊ

POERÊ POERà
.........................

Morena da Praia

Atira seus olhos pro mar

morena da praia

que seu amor vai chegar

ele foi pra muito longe

foi navegar

morena da praia

ele esta pra voltar

............................

uma luz vermelha

me iluminando

eu sou Cigana da praia

trabalhando

eu sou Cigana da areia

filha das ondas do mar

pombagira da praia

vem pra trabalhar

...........................

VINHA CAMINHANDO A PÉ

PARA VER SE ENCONTRAVA A MINHA CIGANA DE FÉ

ELA PAROU E LEU A MINHA MÃO

E DISSE-ME TODA VERDADE

EU SÓ QUERIA SABER

AONDE MORA

POMBAGIRA CIGANA

............................

MULAMBO RAINHA DIVINA

A DEUSA ENCANTADA

FEZ NO SEU GONGÁ A SEGURANÇA

ELA TEM SUA ESTRADA MARCADA

CAMINHOU POR TAPETES DE FLORES

E NEM SEQUER SE IMPORTOU

DEIXOU SEUS SÚBITOS ORANDO

E FOI VIVER NO MUNDO DA SOLIDÃO

ELA É RAINHA, ELA É DE FÉ

ELA É RAINHA, ELA É MULHER

PEDACINHO DE MULAMBO É PRA QUEM TEM FÉ
....................................
DEU MEiA NOITE

La na encruza

e A LUA SE ESCONDEU

LÁ NA ENCRUZILHADA

Dando sua GARGALHADA

Pomba-Gira APARECEU

ALARUÊ, ALARUÊ, ALARUÊ

É MOJUBÁ, É MOJUBÁ, É MOJUBÁ

Ele é odara é só ter fé nessa lebara

 é só pedir que ela dá

.....................................

FOI UMA ROSA QUE PLANTEI NA ENCRUZILHADA

FOI UMA ROSA

QUE PLANTEI NO MEU JARDIM

MARIA MULAMBO, MARIA MULHER,

MARIA PADILHA, RAINHA DE QUEM TEM FÉ
..................................

POMBAGIRA GANHOU UM MARAFO

E LEVOU PRA CAPELA PRO PADRE BENZER

PERGUNTOU PRO SACRISTÃO

SE A BATINA DO PADRE TEM DENDÊ,

TEM DENDÊ SE A BATINA DO PADRE TEM DENDÊ

...................................

É UMA CASA DE POMBO ooo

É DE POMBOGIRA

AUÊ, AUÊ, AUÊ, AUÊ

 AUÊ, AUÁ Pomba-Gira é Mojiba

.................................

Eu caminhava pela alta madrugada
sob O CLARÃO DA LUA

OUVI UMA GARGALHADA

LINDA MORENA FORMOSA

ME DIGA QUEM VOCE É,

TU ÉS A DONA DA ROSA, ÉS POMBAGIRA DE FÉ

Pode abrir qualquer gira

pode chegar quem quiser

És pomba-gira de umbanda

SÓ NÃO CONHECE QUEM NÃO QUER

.....................................

Padilha,
Soberana da estrada
Rainha da encruzilhada
e também do Cabaré,
Suprema é uma mulher
De negro
Alegria do terreiro
Seu feitiço tem axé
Mas ela é
Ela é, ela é
A rainha da encruza e a
Mais bela do cabaré
....................................

De vermelho e preto
Vestindo a noite um mistério traz
De colar de ouro brinco dourado a promessa faz
Você pode ir você pode vir
Peça o que quiser
Mas cuidado amigo ela é bonita ela é mulher } bis
E no canto da rua rodando rodando rodando está
Ela é moça bonita girando girando girando lá
Oi girando lá ô lê lê
Oi girando lá ô lá lá
......................................

Moça me dá um cigarro do seu
Prá fumar
Que nem dinheiro
Eu tenho prá comprar(bis)
Vivo sozinho,
Vivo na solidão,
Maria Padilha
Me dê a sua proteção (bis)
ô moça, ô moça
ô moça me tira dessa poça
ô moça, ô moça
ô moça me dê a sua força
..................................
Boa noite moça
boa noite (bis)
Dona Maria Molambo
Como eu lhe procurei (bis)
Andei, andei, andei
Hoje eu te encontrei (bis)
 

Olha a saia dela, re rê
É molambo só (bis)
Sua saia tem sete metros
Sete metros é molambo só (bis)
...................................

Pombagira das setes encruzilhadas
Nem que for de madrugada
Quero falar com você
Trouxe uma rosa vermelha
Um cigarro com filtro
E uma champanhe rose
.................................
Mas que caminho tão escuro
Que vem passando aquela moça
Mas que caminho tão escuro
que vem passando aquela moça

Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso
Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso

Mas a Pombo-gira
É a Tata Molambo
Mas ela é a Pombogira
É a Tata Molambo

Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso
Com vestidinho de chita
Estalando osso, osso por osso.

...............................

QUEM QUISER VÁ VER
QUEM NÃO CRÊ QUE VÁ OLHAR!
POMBA-GIRA DA PRAIA, MEU SINHÔ
VEM NAS ONDAS DO MAR, VEM NAS ONDAS DO MAR!
..................................
 
POMBA-GIRA CIGANA:
DONA POMBA-GIRA CIGANA
LEVA O QUE TEM PRA LEVAR!
LEVA A MINHA QUIZILA
LEVA BEM PARA O FUNDO DO MAR!

 .................................

EU BEM QUE TE AVISEI
PRA VOCÊ NÃO JOGAR ESSA CARTADA COMIGO!
VOCÊ APOSTOU NO VALETE E EU APOSTEI NESSA DAMA!
AMIGO VOCÊ NÃO ME ENGANA!
VAMOS SARAVAR POMBA-GIRA CIGANA!

....................................

VINHA CAMINHANDO A PÉ
PARA VER SE ENCONTRAVA POMBA-GIRA CIGANA DE FÉ!
ELA PAROU E LEU MINHA MÃO
E DISSE-ME TODA A VERDADE
EU SÓ QUERIA SABER ONDE MORA
POMBA-GIRA CIGANA DE FÉ!

 .....................................

GANHEI UMA BARRACA VELHA, FOI A CIGANA QUEM ME DEU. (2X)
O QUE É MEU É DA CIGANA, O QUE É DELA NÃO É MEU!
A CIGANA É POERÊ, POERÊ, POERÁ! (2X)

......................................

. POMBA-GIRA MENINA:

OLHA QUE MENINA
OLHA QUE MENINA BELA!
É POMBA-GIRA MENINA
ME CHAMANDO NA JANELA!

ELA É UMA BELEZA
É POMBA-GIRA MENINA!
NA DEMANDA NÃO BAMBEIA
SUA MORADA É NA ESQUINA!

................................

 POMBA-GIRA DA PRAIA:

A MAROLA DO MAR JÁ VEM ROLANDO
POMBA-GIRA DA PRAIA JÁ DEU SUA RISADA!
ELA É MULHER BONITA, MUITO FORMOSA
TRABALHANDO NA AREIA OU NA ENCRUZILHADA!

 
................................
QUEM QUISER VÁ VER
QUEM NÃO CRÊ QUE VÁ OLHAR!
POMBA-GIRA DA PRAIA, MEU SINHÔ
VEM NAS ONDAS DO MAR, VEM NAS ONDAS DO MAR!

.................................
POMBA-GIRA MARIA MOLAMBO:

MAS QUE CAMINHO TÃO ESCURO
QUE VAI PASSANDO AQUELA MOÇA
COM SEUS FARRAPOS DE CHITA
ESTALANDO OSSO POR OSSO!

 
.............................
ELA É FARRAPO SÓ!
POMBA-GIRA MARIA MOLAMBO
É DE CORÓCÓCÓ!

 
...............................
MULAMBO, MULAMBO
POR ONDE VOCÊ ANDOU?
FOI PRESA E ACORRENTADA
FOI TRANCA RUA QUEM SALVOU O SEU AMOR
QUEM VER VOCÊ SORRIR PENSA QUE É FELIZ
MAS ELA TRAZ UMA MARCA NO PEITO
E SÓ DEUS SABE O PORQUÊ!

.................................
MARIA MOLAMBO TRÁS
LINDA SAIA COM SETE GUIZOS
QUANDO RODA NOS TERREIROS
TRABALHANDO NAS DEMANDAS
MOSTRA QUE TEM MUITO JUÍZO!

 
................................
ABRE A RODA
E DEIXA MARIA MULAMBO PASSEAR!
ELA TEM PEITO DE AÇO, ELA TEM PEITO DE AÇO
E CORAÇÃO DE SABIÁ!

................................

POMBA-GIRA MARIA PADILHA:

ARREDA HOMEM, QUE AÍ VEM MULHER!
ELA É A POMBOGIRA
RAINHA DE UMBANDA É!
TRANCA RUA VEM NA FRENTE
PRA DIZER QUEM ELA É!

MARIA PADILHA
RAINHA DO CANDOMBLÉ!
FIRMA CURIMBA
QUE TÁ CHEGANDO MULHER!

 
................................
MARIA PADILHA
TRAZ LINDA FIGA DE OURO
OI SARAVÁ RAINHA LINDA DE QUIMBANDA
SUA PROTEÇÃO É UM TESOURO!

 ..............................
DE ONDE É QUE MARIA PADILHA VEM?
AONDE É QUE MARIA PADILHA MORA?
ELA MORA NA MINA DE OURO
ONDE O GALO PRETO CANTA
ONDE CRIANÇA NÃO CHORA!

................................

ELA É MARIA PADILHA
DA SANDALINHA DE PAU!
ELA TRABALHA PRO BEM
MAS TAMBÉM TRABALHA PRO MAL!

 
.............................
NOS SETE CRUZEIROS
ELA É UMA RAINHA
ELA TEM A FORÇA DE OMOLÚ
É O BRAÇO FORTE DE OGUM MEGÊ
É O RAIO DA LUZ DE YANSÃ
ELA É COROADA DE FORÇA
ELA É COROADA DE LUZ
ELA É MARIA PADILHA
QUE NA CALUNGA TEM MUITA LUZ...

 ..............................
QUANDO EU TOCO TAMBOR
EU SÓ TOCO PRA ELA
SEU OLHAR É SERENO
SEU OLHAR ME FASCINA.
ELA VEM GIRANDO NA LINHA DAS ALMAS
É A MARIA PADILHA!

 
...........................
. POMBA-GIRA RAINHA:

MEU SINHÔ, MEU SINHOZINHO!
GARGALHARAM NA ENCRUZILHADA!
ERA POMBA-GIRA RAINHA, SINHÔ
QUE REINAVA NA MADRUGADA!

............................

QUEIRAM BEM A EXU
QUEIRAM BEM A EXU, GENTE!
EU QUERO BEM A DONA RAINHA
QUEIRAM BEM E EXU, GENTE!

 ---------------------------

ELA ESTÁ NO REINO, AUÊ
ELA VEM SARAVÁ AUÁ!
POMBA-GIRA RAINHA AUÊ
É RAINHA DO MAL AUÁ!

.............................

AUÊ POMBA-GIRA RAINHA
COMANDA A MADRUGADA!
QUANDO CHEGA NAS ENCRUZAS
DÁ LOGO SUA GARGALHADA!

..........................

POMBA-GIRA RAINHA DO CRUZEIRO:

O SEU MANTO É DE VELUDO
REBORDADO TODO EM OURO
O SEU GARFO É DE PRATA
MUITO GRANDE É SEU TESOURO!

...............................

LÁ NO CRUZEIRO DA CALUNGA
EU VI UMA FAROFA AMARELA
QUEM NÃO ACREDITA EM POMBA-GIRA DO CRUZEIRO
É MUITO BOM NÃO MEXER NELA!

 ...............................
POMBA-GIRA DAS ALMAS:

MINHA SENHORA DAS ALMAS
ATIRA E NÃO ERRA MIRA!
ELA É MINHA PROTETORA
SARAVÁ SÁ POMBA-GIRA!

 ...............................

POMBA-GIRA ROSA VERMELHA:
 
ROSA VERMELHA... ROSA VERMELHA SAGRADA
ROSA VERMELHA É POMBA GIRA DAS SETE ENCRUZILHADAS!
QUANDO ELA VEM... VEM GIRANDO
CANTANDO E DANDO RISADA
CUIDADO AMIGO ELA ESTA DE SAI RODADA!

...............................

POMBA GIRA VOCÊ É UMA ROSA
UMA ROSA QUE NÃO TEM ESPINHOS!
POMBA GIRA VOCÊ É UMA ROSA
UMA ROSA QUE ABRE OS MEUS CAMINHOS!

..............................

 POMBOGIRA DAMA DA NOITE:

DAMA DA NOITE CHOROU
CHOROU, MAS NÃO SE ARREPENDEU
ELA MATOU SEU PATRÃO
COM UMA LINDA GARGALHADA
SEXTA FEIRA DA PAIXÃO!

................................

  POMBA-GIRA ROSA CAVEIRA:
ROSA CAVEIRA ... ROSA CAVEIRA...
ELA É O EXU QUE NASCEU NA PORTEIRA !
NÃO SE PÕE SOBRE A MATA
NÃO SE PÕE SOBRE A MESA
ELA É O EXU QUE ACOMPANHA O CAVEIRA!



        
 


Os dez maiores erros cometidos por médiuns umbandistas
Como em toda família ou sociedade, estamos propensos a cometer erros. Não é só de acertos e harmonia que vivem os templos de Umbanda, existem erros que são praticados por alguns pais e filhos-de-santo. Sob um olhar critico, resolvemos relacionar os mais comuns e esperamos que os que lerem esse tópico concordem conosco. Esses erros tendem a gerar uma vibração negativa, vindo a desestabilizar o foco de equilíbrio:

::: Dar guarida a fofoca e comentários malediscentes. Lembrem-se que o ciúme é um dos maiores venenos que a pessoa pode ter;

::: Uso indevido de determinados elementos em determinados rituais e/ou uso de elementos estranhos ao ritual do culto;

::: Exploração financeira contra filhos da casa e/ou freqüentadores. A Umbanda não cobra qualquer incentivo financeiro ou material sobre seus trabalhos. Na Umbanda não se pratica a Lei de Salva, ou seja, não se paga por qualquer tipo de trabalho espiritual que venha a ser realizado;

::: Mau cumprimento dos preceitos pelos membros da casa;

::: Conduta imprópria ou desrespeitosa de membros da casa;

::: Atividades não relacionadas ao culto dentro do mesmo ambiente da casa;

::: Omissão de Socorro, pouco caso ou deboche daqueles que ali buscam auxilio;

::: Ciúmes pelo tratamento dado pelo Sacerdote da casa a um ou outro filho;

::: Tratamento a um filho da casa de forma exagerada ou excessiva em quaisquer circunstâncias pelo Sacerdote da casa;

::: Atenção dispensada de forma exagerada, ao Sacerdote da casa, pais/mães-pequenos(as) ou outros da hierarquia;

::: Falta de preparo dos filhos da casa nos ritos da casa;

::: Elevar um filho da casa para médium de passe, sem ele estar devidamente preparado;

::: Deixar desavenças de ordem particular interferirem nos trabalhos;

::: Não dedicar pelo menos um trabalho ao mês, ao desenvolvimento dos filhos da casa;

::: Não transmitir os ensinamentos adquiridos, compartilhá-los com os demais;

::: Agregar filhos apenas para fazer volume;

::: Tratar de forma diferente os filhos ou freqüentadores da casa, pelo poder aquisitivo ou pela atenção por eles dispensada;

::: Negar-se a auxiliar um filho da casa, quando o mesmo procura auxilio;

::: Não respeitar a vida particular do Sacerdote da casa, levando a ele problemas fúteis, fora da casa;

::: Confundir a liberdade dada;

::: Confundir Umbanda com Nação Nagô, Batuque, Catimbó, Juremada;

::: Candomblé, etc, etc, etc… Erros absurdos podem advir deste tipo de confusão. Valha-se do conhecimento dos fundamentos da Umbanda para poder ensinar aos demais;

::: Pensar que a entidade com a qual está trabalhando é sempre mais importante que as outras entidades que trabalham na casa;

::: Animismo excessivo, o que é extremamente prejudicial ao médium e à casa;

::: Aproveitar e interferir nas comunicações entre a entidade e o consulente, usando e aplicando seus próprios conceitos e exprimindo suas opiniões pessoais;

::: Nunca tomar a frente da entidade com a qual está trabalhando. Nunca pense que está incorporado, mas sim, tenha certeza disso antes de começar a trabalhar;

::: Demandar contra qualquer pessoa. Os filhos da casa devem ter consciência sobre a manipulação de energia. A Umbanda não utiliza sua magia para prejudicar quem quer que seja. A Lei Divina se encarrega para que todos tenham o que merecem;

Usar sangue ou sacrifício animal em qualquer tipo de trabalho. A Umbanda não se utiliza destes elementos para seus trabalhos. Não é sacrificando um animal ou usando sangue que se alcança a graça divina, pois nós não temos o direito de tirar a vida de quem quer que seja.

Mistificação. Abusar da credibilidade, enganar, iludir, burlar, lograr e ludibriar. MÍSTICO = misterioso ou espiritualmente alegórico ou figurado.

Adornos – estes objetos são geralmente de metal e podem causar distúrbios, visto que o médium necessita ter seus plexos nervosos isentos de quaisquer percalços que possam coibi-los em algo. E, também porque, a regra do umbandista é a simplicidade, nada de exibições, de vaidade e aparência fúteis. Casa espiritual não é casa de modas.

Roupas insinuantes. Deve-se ter consciência que ao adentrar o templo, você está adentrando uma casa santa. Deve, então, livrar-se de pensamentos pecaminosos, contrários aos trabalhos espirituais. Roupas insinuantes são absolutamente negativas e dispensáveis aos trabalhos de qualquer casa espiritual. Não é mostrando o corpo ou a silhueta que o trabalho será bem desenvolvido, mas sim, completamente ao contrário.

Aos médiuns iniciantes, não convém e é ato de pura irresponsabilidade chamar as entidades com as quais se está trabalhando fora da casa de trabalhos. Isto, além de irresponsável, pode ser extremamente perigoso, pois os médiuns iniciantes ainda não conhecem as vibrações energéticas das entidades e podem dar passagem a quiumbas ou afins sem saber.

É fato que os médiuns, ao se encontrarem nos dias de trabalho, direcionam suas conversas, muitas vezes até inocentemente, a rumos antagônicos ao desenvolvimento dos trabalhos da casa. É preciso que os médiuns tenham consciência que a preparação para os trabalhos começam à 0:00 hora do mesmo dia (pelo menos) e que conversas diversas que não são afim ao trabalho que será desenvolvido começam por desestabilizar o equilíbrio da casa.

Falta de conhecimento espiritual. As entidades valem-se do conhecimento dos médiuns para poderem se comunicar. Quando o médium pouco sabe, pouco estuda, as entidades pouco podem fazer pelo seu desenvolvimento e pelo próximo. Faz-se absolutamente necessário o estudo e a aquisição de conhecimento espiritual para atingir a própria evolução e, conseqüentemente, auxiliar as entidades em sua evolução espiritual.

O conhecimento é a base do bom viver, é a estrutura de uma vida de sucessos. Atentem-se senhores (as) médiuns, que o conhecimento nunca será em demasia e é a única coisa que fará parte de cada um.

As casas que possuem médiuns com alto grau de conhecimento espiritual, normalmente têm seus trabalhos muito bem desenvolvidos.

Excesso de problemas na desincorporação. Muitos médiuns têm um péssimo hábito de mostrar problemas excessivos na incorporação ou desincorporação, muitas vezes somente para mostrarem-se o quão forte são, o quão fortes são suas entidades e para tomarem um pouco mais de atenção do Sacerdote da casa. Lembrem-se, senhores (as) médiuns que uma entidade que chega ao templo para trabalhar é normalmente uma entidade com alto grau de evolução e nunca faria um filho sofrer principalmente durante sua desincorporação.

Descarregar o médium quando de sua partida não tem relação alguma com sofrimento deste. Estabilizar a energia do médium não é aplicar um choque.

É comum encontrarmos nos templos médiuns de outras casas ou até mesmo médiuns que não se encontram trabalhando espiritualmente, terem a chance de receber suas entidades durante os trabalhos da casa. Acontece em muitos templos em que os capitães, mostrando absoluta falta de conhecimento e discernimento, mandarem estas entidades “subir”. Notem que, se uma entidade passou pelo Sr. Tranca-Ruas, por todos os Exús que guardam a casa durante os trabalhos e por todos os Oguns que ali estão rondando para a proteção da casa é muito provável que esta entidade tenha permissão para adentrar o templo (por algum motivo). Interessante é o fato de alguns capitães de templo mostrarem que possuem um conhecimento maior que as entidades que ali estão trabalhando. É preciso tomar muito cuidado com a autoridade dentro de um templo.

Com entidades não afins ao trabalho deve-se mostrar energia e nunca desrespeito. Lembremo-nos que muitas vezes, durante os finais dos trabalhos, todas as entidades já sabem que devem deixar o recinto e desincorporar. Normalmente o que segura as entidades nos trabalhos são os próprios médiuns. Outras vezes faz-se necessário que a(s) entidade(s) fique(m) no templo para terminar de equilibrar o ambiente e os médiuns do trabalho, bem como os consulentes que ainda permanecem ali. Srs. capitães, muito cuidado com a autoridade para com as entidades e para com os filhos da casa. Um capitão de templo é aquele que detém bom conhecimento espiritual, é aquele que coloca ordem nos trabalhos e os conduz a um bom fim, nunca aquele que determina, dá ordens e abusa de sua autoridade.

Fonte:
Umbanda Sagrada







Cantos e Palmas num Terreiro

Cantos e Palmas num Terreiro

Ensinar, corrigir, pesquisar e estudar sempre…

Em nossa casa o Centro de Umbanda Terreiro Pena Verde, houve recentes depoimentos de pessoas que ainda nos dias de hoje acham que um terreiro de Umbanda é um local de “macumbarias” que só faz o mal a outrem. Sinto uma tristeza muito grande de ouvir isto. O fato é que, não conhecendo a doutrina, a pessoa não entrou para conhecer o local, mas se assusta quando os tambores começam a tocar, uns se benzem, outros fecham portas e janelas trancando-se para que o suposto “mal” para que não chegue até á sua residência e os pegue. É triste saber, mas ao mesmo tempo me conforta o fato de que os nossos tambores, o toque do atabaque, a firmeza da curimba arrepia todo o Ser, anunciando o início do trabalho de Umbanda.
A importância dos cantos, das palmas, do toque e da dança na Umbanda.
Cantos (pontos)
Devemos cantar de forma harmoniosa, dançando e batendo palmas de uma forma bonita e com sincronia, assim a vibração capta uma maior energia no plexo coronário facilitando com isso a irradiação e até a própria incorporação.
Palmas
Criam uma sonoridade, das quais as vibrações alcançam o centro de percepção, localizada no mental do médium, com isso facilitando o reajustamento de seus padrões energéticos.
Toques e instrumentos
O som do atabaque e dos outros instrumentos é de extrema importância, porque com as vibrações podem se adormecer o emocional, estimulando a percepção e alterando as irradiações energéticas. Nesse momento o guia espiritual se molda no campo eletromagnético do médium ajustando ao seu próprio padrão.
Dança
Para os iniciantes é difícil distinguir as sensações, podendo haver enjôos e tonturas que cessam quando a entrega for total e não havendo a tentativa de comandar os movimentos, já que quem deve comandar é o guia espiritual. Mesmo o médium não gostando a queda pode ocorrer por resistir à total entrega da incorporação. Mesmo a mais simples da interferência consciente pode anular a vibração dos seus guias ou enfraquecê-los, desequilibrando a dança e ao próprio médium. Nas giras as vibrações do médium e de seu guia espiritual se entrelaçam numa dança cadenciada facilitando a incorporação de seu guia.
Saravá a Umbanda.





Visite nosso Site Principal
Clique nos links abaixo pra
abrir as páginas

Pai joao de Angola
Ogum vencedor de demanda
Os trabalhos desenvolvidos
Quem somos
constituição da república
Fundamentos.
cartão de visitas
Pontos Cantados
Orações.
Oxum
As Pombas Giras
Maria Padilha
Altar na Umbanda.
Comida de santo
Cosme e Damião
Gira de Umbanda
Homenagem a Zé pilintra.
Xangô o rei da Justiça
Banhos de descarrego.
Simpatias Diversas
Guias contas e colares.
Defumações
Batismo na Umbanda
Conselhos de preto velhos
Escrava Anastácia.
Marinheiros na Umbanda.
Pai benedito.
Homenagem a Tranca Rua
Baiano zé do Coco.
Descarrego de Polvora.
Ciganos na Umbanda.
Sara Kali.
Preto velho na Umbanda.
Cabocla jurema.
Omulu/ Obaluaiê.
Altar virtual.
Mãe Maria Conga.
Boiadeiros na Umbanda.
Altar Virtual de exu.
O que è Caridade?
Caboclo boiadeiro.
Ser Médium.
Caboclos na Umbanda.
Como acontece a Gira.
Conduta moral
Anjo da Quarda.
Curiosidades.
Intolerância Religiosa.
Mediunidade.
Corrente mediunica.
Orações 2
tronqueira
Casamento na Umbanda.
pontos cantados 2
Sincretismo religioso.
Caracteristicas dos filhos
Altar dos Preto-velhos.
Exu

O que é Umbanda.


Imagens do Centro.

Centro Pai João de Angola
localizado em maringá-Pr.
Na Av. lucilio de Held 1013
Jardim Alvorada.
tel:(044)3034-5827 ou
(044)9956-8463.


betodeogum-2009@hotmail.com Atendimento:
de seg. a Sexta-feira.
Das 09:00 as 20:00horas.
Consultas somente com hora marcada.











Esse Site é dedicado a Ogum

Quem é Ogum?


"É o Orixá Senhor das contendas, deus da guerra.
Seu nome, traduzido para o português, significa luta, briga, batalha. É a divindade da metalurgia, do ferro, aço e outros metais fortes.
Ogum é a força incontrolável e dominadora, do movimento, do choque. Patriarca dos exércitos, dono das armas. Ogum é o poder do sangue que corre nas veias. Orixá da manutenção da vida.
Homenagem a Ogum.



Ogum
e o pai que nunca deixa um filho sem resposta"
" Ogum abênçoa os filhos e os filhos de seus filhos. " . "Eu não seria nada se não fosse Ogum para abrir a minha Estrada." Salve meu Pai Ogum, Axê patacori Ogum.


Faça de nosso altar virtual
o cantinho de suas Orações.








Clique abaixo prara abrir os Altares:


Conheça o Altar do Centro Pai joão de Angola
Clique no Video abaixo



Leia e assine nosso:





Agradecemos sua visita. volte sempre.


topo


Centro Espirita Umbandista  Pai joão de Angola.
Localizado em Maringá Pr.
Situado na Avenida Lucilio de Held 1013.
Atendimento de segunda a sexta-feiras das 09:00 ás 20:00 horas.
Consultas somente com hora marcada.
tel: (044)3034-5827 ou (044)9956-8463.
             Msn: betodeogum-2009@hotmail.com



Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde
colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda.
Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que
fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa...
Comunicado Importante:
Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


 


Criamos seu site.

Se sua Empresa ainda não tem site, ou não está tendo o resultado esperado com seu site, não perca mais tempo,
 contrate-nos já. 
Trabalhamos com criação de sites otimizados, gerenciáveis, oferecemos suporte e manutenção, registramos seu domínio, hospedamos seu site. 
Atendemos todo o Território Nacional.

Tel: (044) 3034-5827 Ou (044) 9956-8463 (Tim)

  Site Map