Pai Guiné

Pai Guiné

Pai Guiné um velho negro que fez de sua vida um eterno amor ao próximo, sofreu e mesmo assim doou seu amor ao seu semelhante.
Pai Emidio de Ogum

Palavras de Pai Guiné


“Louvado seja o Nosso Senhor Jesu
s Cristo, nego vai preguntá pra essa zinfiarada:

O que é ser um Pai? Qual é sua função? Qual é o seu direito? Qual é o seu dever?

Sunseis, já ouviram muitos dizerem, eu sou Pai de três Fio (Filho(a)s), outros Pai de um, outros intão Pai de uma infinidade desse mundo, mas num importa a quantidade o que importa é o quanto sunseis são Pai.

Num é difícil ser Pai, num é cumpricado ser Pai, num é triste ser Pai, e nem ao menos é uma tortura de tronco ou um fardo.

Esse Nego pode dizer que:

O Pai de verdade é aquele que cria,

Que dá amo (amor),

Que dá atenção,

Que dá educação,

Que dá o pão de cada dia,

É aquele que sabe fala pro seu Fio ou Fia o sim e tumém o não na hora certinha,

É aquele que incentiva, o seu Mureco ou sua Mureca, quando tá desanimado,

Que tá presente em TODOS os momentos,

É o que chora e ri junto,

É o grande amigo, parceiro, cúmplice e inté confidente,

É o braço direito, o esquerdo que ampara ocê quando cumeça a anda,

É o seu segundo passo, que em sombra te acumpanha, se acaso sunce tropeçá, ele estende a mão e te ajuda a levantá, e sorrindo ainda lhe diz: Upa Fio(a) num foi nada continua a caminhá,

É aquele que vai respeita o seu espaço e adora quando sunceis “invade” o dele,

Em alguns casos é aquele que ajuda e ensina a dar os primeiros passinhos, pedaladas e desviá dos obstáculos da vida,

É aquele que dá Bom dia, Boa Tarde, Boa Noite, Oi e Tchau. Quando sunce cresce um bucadinho e vai dá umas vortinha e logo em seguida sunce volta ele ainda diz: Oi Fio(a) que sardade de ocê,

É aquele que diz vai e volta com Deus,

É aquele que te carregou no colo, que te levou para o capa-branca (médico) nas madrugada,

Que sorriu e chorou ao mesmo tempo, quando sunce era pitititico e disse: Papai,

É aquele que te beija, te afaga, te elogia e te repreende quando faz as travessura,

Não é aquele que o detém ou que te retém, mas é aquele que o tem, no lugar quentinho, confortável e fromozo: No coração... E diz com orgulho: “Esse é meu Fio” ou “Essa é a minha Fia”.

O Pai de verdade Pai ama tudo as suas Zinfiarada, num importando se foi gerado no ventre de sua companheira, ou se foi concebido do coração.

Esse nego teve muitos Fios, alguns, Nego chegou a conhece, outros Nego nem viu nasce, pois foi arrancado do ventre, por ordem do Sinhô, pra Nega dá de mamá aos fios da Sinhá, dos que cresceram, Nego ensino a caminha.

Esse Nego num apanhava tanto da chibata e quando apanhava não duía tanto na carne, quanto a dor que ardia na alma, de vê seus Fio(a) sendo arrancado sem a chance de um dia aprende a caminha,

Nego as vez recebia a chibata no lombo a mando do Sinhô e quem me batia, por ordem do Sinhô, era o próprio Fio de Nego, mas Nego num culpa seu Fio não, e nem guarda raiva ou mágoa no coração, Nego só pede o Perdão pra Zambi, porque o Fio só tava cumprindo a ordem do Doutô. Esse Nego é Pai, e prefere ser açoitado pelo próprio Fio do que vê-lo no tronco com as lágrimas de dor.

Aos que ainda são Fio(a), esse Nego pede muita harmonia, perdão, paz, sabedoria e amor.

Aos que são Pai, esse Nego deixa o amor de nosso Grande Pai, Sr. Jesus Cristo, aquele que, um dia, fez entender o que é o Amor verdadeiro, o que é o respeito e o que é uma famía (família),

Que ensinou quando dividir, somar e principalmente multiplicar o que mais temo de valioso o amor.

Louvado seja o Nosso Senhor Jesus Cristo e as bênçãos de Oxalá possam cair em vossos cazuás.

Esse Nego deixa um afago fromozo nos coração de tudo oceis.

Esse Nego é Pai Guiné.”


Mensagem de Pai Guiné aos Papais - Pelo Médium Danilo Lopes Guedes

CONVERSANDO COM DEUS

Você conversa com Deus? Conversa quando está bem ou quando está com problemas?

Grande parte de nossas vidas passamos com problemas de infelicidade. Não conseguimos reconhecer um pouco da felicidade de forma alguma. Quando reconhecemos, somente temos alguns lampejos de felicidade; na maioria das vezes nós convivemos com problemas que não sabemos lidar ou muito menos solucionar, e aí procuramos por Deus, mas nunca conversamos com Deus descompromissadamente de problemas.
Conversamos com Deus somente quando estamos com problemas. Nosso erro é que na maioria das vezes não sabemos conversar. Quando estamos bem, não lembramos da sua existência, de sempre agradecer pelas coisas boas ou más que sempre estão as nossas voltas. Quando estamos maus, criticamos, não aceitamos sua benevolência. Que Pai que é esse que permite eu passar pelo o que estou passando?

Nunca dizemos: “Obrigado Pai por não ter dado certo um negócio que estava realizando hoje, mas amanhã sei que será um dia melhor”. Estranho, agradecer por um dia ruim. Por que não? Porque só devemos agradecer as coisas boas, esquecendo que as coisas ruins fazem parte de nossas vidas, de nosso desenvolvimento e aperfeiçoamento pessoal e coletivo. Nossas vidas são mais cheia de acontecimentos ruins do que bons, mas as coisas boas que ocorrem superam as coisas ruins de nosso dia a dia.
Conversar com Deus é um ato individual e constante que devemos ter a cada segundo, a cada minuto, todo o dia. Deve ser uma conversa sincera e fraterna, agradecendo a tudo, mesmo que seja ruim, porque Ele sabe que amanhã será melhor.
A conversa não se dá somente através da oração, mas sob qualquer pensamento que tenhamos em nosso dia a dia, a qualquer momento quando nos dirigimos o pensamento ao Criador. Podemos dizer que quando elevamos o pensamento ao Criador é uma forma de agradecimento, de oração do dia, que elevamos ao Grande Pai. O pensamento de elevação ao Criador, de coração aberto, sincero e fraterno, atingirá fronteiras do bem, através de vibrações cósmicas, não conhecidas pelo plano material.
Pense no Criador, em todos os momentos, que receberá sempre sua benção.

Os pontos servem para saudar a presença das entidades, firmar sua força durante os trabalhos espirituais e envolver a todos presentes, mas principalmente aos médius de incorporação, como uma harmonia a ajudá-los a se desligarem para que esta ocorra.

Pontos de preto velho:

Saudação dos Pretos Velhos quando iniciada uma gira

Bate tambor
lá na Angola, bate tambor
Bate tambor
lá na Angola, bate tambor...
Bate tambor, Pai Joaquim*...
Bate tambor, Maria Conga*...
Bate tambor, Pai Mané*...

(* coloca-se o nome dos pretos velhos da casa)

Eu andava perambulando,
sem ter nada p'ra comer
Fui pedir as Santas Almas
Para vir me socorrer
Foi as Almas que me ajudou
Foi as almas que me ajudou
Meu Divino Espírito Santo
Glória Deus, Nosso Senhor
Nessa casa
tem quatro cantos
Cada canto tem um santo
Pai e filho, Espírito Santo
Nessa casa tem 4 cantos...

Quem vem, que vem lá de tão longe?
São os pretos velhos que vem trabalhar
Quem vem, que vem lá de tão longe?
São os pretos velhos que vem trabalhar
Ô da-me forças pelo amor de Deus, meu pai
Ô da-me forças pros trabalhos teus

Zum zum zum
Olha só Jesus quem é
Eu rezo para santas almas
Inimigo cai
Eu fico de pé

O preto por ser preto
Não merece ingratidão
O preto fica branco
Na outra encarnação
No tempo da escravidão
Como o senhor me batia
Eu chamava por Nossa Senhora, Meu Deus!
Como as pancadas doíam

Tira o cipó do caminho,
oi criança
Deixa a vovó atravessar
Tira o cipó do caminho,
oi criança
Deixa a vovó atravessar

A bença Vovô
Quando precisar lhe chamo
A bença Vovô
Quando precisar lhe chamo
Zambi lhe trouxe, Zambi vai lhe levar
Agradeço a toalha de renda de chita de pai Oxalá

Vovô já vai, já vai pra Aruanda...
Abença meu pai, proteção pra nossa banda

Pontos de Pretos Velhos:

Negro está molhado de suor, mas tá feliz porque Deus o libertou (bis);

Ô sinhá sinha, segura a chibata não deixa bater, faz uma prece prá negro morrer, negro não quer mais sofrer (bis);

Ponto p/firmar a gira: Viva Deus, viva a Gloria, viva o rosário de nossa Senhora (bis);

Ponto para benzimentos: Pai João d"angola com sua ternura, sentado no tronco ele benze as criaturas(bis), a estrela de Oxalá seu ponto iluminou, ele é Pai João d"angola ele é nosso protetor;

Ponto de subida de pretos velhos: Já vai pretos velhos subindo pro céu e nossa senhora cobrindo com véu (bis).

A linha de Preto Velho, na Umbanda, são entidades que se apresentam estereotipados como anciãos negros conhecedores profundos da magia Divina e manipulação de ervas, o qual aplicam frequentemente em sua atuação na Umbanda, porém no Candomblé são considerados Eguns.

Crê-se que em referência à dor e aflição sofrida pelo povo negro (período de trevas no território brasileiro), a linha de preto velho reflete a humildade, a paciência e a perseverança característica da atuação da linha nominada de Yorima, cujo apresenta-se de pés no chão, cachimbo de barro bem rústico, quando não cigarro de palha, café, e um fio de contas de rosários (Lágrima de Nossa Senhora) e cruzes, figas e breves os quais utilizam magisticamente em sua atuação astral.

Os pretos velhos apresentam-se com nomes de individualizam sua atuação, conforme nação ou orixá regente, evidenciando sua atuação propriamente dita.

Digite na caixa de pesquisa abaixo o que deseja encontrar no Site


Visite nosso Blog, click na imagem abaixo:

copyright© 2009-2017

Site desenvolvido por Centro Pai João de Angola- Todos os direitos Reservados.


Agradecemos sua visita Volte sempre....

Traduzir Esta Página

Endereço

Av. Dona Sofhia Rasgulaeff  177.
Jardim Alvorada/ Maringá /Paraná
Telefone:
(44) 3034-5827 (44) 99956-8463
Consultas Somente com Hora Marcada.
Atendimento: de Segunda a sexta-feira
Das 09:00 as 19:00 horas.
Não damos consultas:

 via whatsapp ou via E-mail.



Mapa google

"Que Ogum te Abençoe hoje e sempre".

pai_guiné.mp3


Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.


Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Videos de preto-velhos

Descubra o seu Orixá

Livro de Visitas

Livro de Visitas 2

10 erros cometidos por médiuns

A tristeza dos Orixás

Altar na umbanda

Amor palavra de ordem na gira

As falanges de trabalhos na umbanda

Assistência

Atitudes interiores

Bandeira branca de Oxalá

Cantos e palmas num terreiro

Como acontece a gira

Como ler ouvir observar e saber se aquilo é certo

Conduta Moral

Conduta no terreiro de umbanda

Conflitos

Conflitos Familiares

Cores e a umbanda

Cumprimentos e posturas

De olho Fechados

Deus não te Fez para sofrer

Deus salve a Umbanda

O dia de Finados na Umbanda

ELEMENTOS DO TERREIRO DA UMBANDA

Entendendo a inveja

ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Expressões usadas na Umbanda

Exu não é fofoqueiro

Exu não é o diabo

Falta de doutrina e comprometimento

Faz caridade fio

Faz o bem sem ver a quem

Fumos e Bebidas

Fundamentação doutrinátoria

Guias e Colares

Hierarquia na Casa de Umbanda.

Humildade

Jogaram uma carga pesada pra cima de mim

Linha de Esquerda: "Exu e ´Pomba-Gira"

Mediunidade na Umbanda

Mediunidade, um passo de cada vez

Mensagem de Caboclo 7 Flexas

MIRONGA DE PRETO VELHO

NÃO ABANDONES O TEU POSTO DE SERVIÇO

Normas dos terreiros

Nossos Umbigos

O maior inimigo da Umbanda

O pequeno universo do umbandista

O Perdão Não tem Contra-indicação

O templo que vos acolhe

OBRIGAÇÕES NA UMBANDA

Obrigado, vovô

Oração do umbandista

Orixá de Cabeça

Os Caboclos na Lição de Pai João

Os médiuns são Parceiros

Os Orixás se Manifestam em Nós e Através de Nós!

Os perigos e conseqüências da mediunidade mal orientada

Página inicial textos de Umbanda

Clique aqui.


Deste Site


Pai João de Angola
  • Ogum vencedor de Demanda
  • Fundamentos
  • Orações
  • Oxum
  • As pombas giras
  • Maria Padilha
  • Comida de Santo
  • Cosme e Damião
  • Giras de Umbanda
  • Homenagem a Zé Pilintra
  • Xangô senhor da Justiça
  • Yemanjá
  • banho de descarrego
  • Simpatias Diversas
  • Guias Contas e colares
  • Defumações
  • Batismo na Umbanda
  • Conselhos de Preto velhos
  • Escrava Anastácia
  • Marinheros na Umbanda
  • Pai Benedito
  • Homenagem a Tranca Rua
  • Baiano zé do Coco
  • Obá
  • Descarrego de Polvora
  • Ciganos na Umbanda
  • Sara Kali
  • Oxossi
  • Oxumarê
  • Preto-velho na Umbanda
  • Cabocla Jurema
  • Omulu-Obaluaie
  • Altar Virtual
  • Mãe Maria Conga
  • Boiadeiros na Umbanda
  • Descubra seu Orixá
  • Altar Virtual de exu
  • Altar Virtual dos Orixás
  • batizando-na-umbanda
  • Ossãim
  • O que è Caridade
  • Ogum em video
  • Caboclo boiadeiro
  • Ser Médium
  • Pontos e videos de defumação
  • Caboclos na Umbanda
  • Como acontece a Gira
  • reflexão em Videos
  • Conduta moral
  • Anjo da Quarda
  • Curiosidades
  • Intolerância Religiosa
  • Mediunidade
  • Corrente mediunica
  • Orações 2
  • tronqueira
  • Mensagens em slaides
  • Casamento na Umbanda
  • pontos cantados 2
  • Oxalá
  • Sincretismo religioso
  • Caracteristicas dos filhos
  • Altar dos Preto-velhos
  • Exu
  • Umbanda
  • Quimbanda
  • Orações das almas
  • hierarquia na umbanda
  • Livre se da Depressão
  • Reflexões
  • 7 chaves da Felicidade
  • Mensagens Espiritas
  • Tia maria de Minas
  • Minutos de sabedoria
  • Exus e pombas Giras
  • Mensagens de Otimismo e Fé
  • Convite aos Umbandistas
  • 13 de Maio
  • Combatendo o alcoolismo
  • Recomeçar de Novo
  • Superando as Percas
  • Perdoar a si mesmo
  • Decepções
  • Conceito Básico
  • Zumbi dos Palmares
  • Maria Bueno
  • Mini Série Oxum
  • Reconciliação
  • indiferença
  • desencarnar
  • Pontos Mp3 Orixás
  • O Médico dos médicos
  • Livro de Visitas
  • Corrente de Orações
  • Mensagem de Tranca-Rua
  • Conflitos Familiares
  • Amor e Ódio
  • Exu tiriri
  • Um abraço fraterno
  • Prece Aos Caboclos
  • O que Falta na umbanda
  • Mensagem de Vovó Maria Conga
  • Lições de sabedoria
  • Ajudar faz Bem
  • A umbanda que eu amo
  • Preto-velho x Exu
  • Frustrações
  • Batendo cabeça
  • Aprenda a Dizer Não
  • Insatisfação com a Vida
  • Oferenda de Marinheiro
  • Conselhos aos casais
  • Vovó Benta
  • Pai Cipliano
  • O Uso das velas
  • O luxo na Umbanda
  • Salmos Recomendados
  • Yansã
  • Pontos Riscados
  • Como combater a Inveja
  • Nanã de Buroque
  • Pai Guiné
  • Pai Tomé
  • Pai Antônio
  • Prece aos Orixás
  • Altar de Nossa senhora
  • Altar Virtual de Ogum
  • Altar Virtual de Oxum
  • Livro de Visitas 2
  • Ao mestre com carinho
  • Sabedoria de preto-velho
  • Fofocas no terreiro
  • Histórias de Preto velho
  • Aos médiuns da corrente
  • Orixá logum edê
  • História de Vó Cambinda
  • Pai Serafim de Aruanda
  • Pontos Cantados